Página Principal
CLA: Conselho dos Laboratórios Associados


Destaques
Parecer da Universidade de Coimbra sobre projecto de Regulamento para a Avaliação e Financiamento de Unidades de I&D salienta posição do CLA (Artº 2)
13-Mar-2013

PDF

Parecer da Rede de História Contemporânea sobre o Regulamento de Avaliação e Financiamento de Unidades de I&D
13-Mar-2013

PDF

Parecer do CRUP sobre o Projeto de Regulamento de Avaliação e Financiamento de Unidades de Investigação - FCT
12-Mar-2013

PDF

Comunicado conjunto do CRUP e do CLA
4-Jan-2013

PDF

Ciência Viva: Cientistas voltam à escola

mail print

Ns os cientistas portugueses que exercem a sua actividade no estrangeiro ou em Portugal e ainda cientistas estrangeiros a trabalhar em Portugal, convidamos todos os nossos colegas a juntarem esforos a favor da educao cientfica e da promoo da cultura cientfica em Portugal - em particular atravs do contacto pessoal e directo com escolas bsicas e secundrias.

Voltar escola j para muitos de ns uma actividade normal, muito especialmente no mbito das aces que a Agncia Cincia Viva promove regularmente. Favorecer geminaes entre escolas e centros de investigao ou Universidades, receber estudantes para estgios de vero em laboratrios, participar como cientista em aces de divulgao pblica ou no apoio s mltiplas actividades e projectos promovidos por escolas ou Centros Cincia Viva, so formas de concretizao da imperiosa necessidade de aproximao entre cientistas e professores e alunos, em torno da cincia real e viva que cada um de ns ajuda a construir.

Por vezes, o acto singelo de "voltar escola" e de concretizar, com alunos e professores, um dilogo assente no conhecimento da vida cientfica, dos seus processos e problemas, pode fazer toda a diferena - e trazer a muitos jovens a oportunidade inesquecvel a partir da qual porventura se enraizar nas suas vidas uma nova relao com a cincia.

A Europa decidiu, nas palavras da Cimeira de Lisboa de 2000, transformar-se na economia mais competitiva do mundo baseada no conhecimento. Em 2002, a Cimeira de Barcelona concretizava esta deciso apontando para um aumento excepcional do investimento pblico e privado destinado investigao cientfica e tecnolgica (de 1,9% para 3% do PIB europeu at 2010).

Todos os pases europeus esto pois confrontados com este tremendo desafio cuja superao dever conduzir a um aumento significativo do nmero de profissionais de cincia e engenharia, e de cientistas, nos prximos anos. A base necessria deste crescimento est na escola e na educao cientfica, e na cultura cientfica da populao em geral.

A aco generosa e desinteressada de cada um deve servir de exemplo.

Hoje j, centenas de cientistas e milhares de professores dedicados oferecem voluntariamente o seu tempo e saber a aces visando a melhoria da educao cientfica, o reforo da experimentao nas escolas, a divulgao e a promoo da cultura cientfica do maior nmero.

No pedimos. Oferecemos voluntariamente o nosso esforo pessoal.

Afirmamos a nossa vontade de reforar e intensificar este esforo e de contribuir, na medida das nossas possibilidades, para o desenvolvimento da educao e da cultura cientficas em Portugal.

Apelamos a todos os cientistas e outros profissionais da cincia e da tecnologia para que contribuam eles tambm para este movimento cvico pela cincia em Portugal.

Conselho dos Laboratrios Associados, Junho 2003

(Aprovado por unanimidade em 7 de Junho de 2003)



Para subscrever este texto por favor preencha os campos seguintes:

Nome:
Instituio:
Localidade:
EMail:

Nota: A actualizao desta lista no imediata, pelo que poder decorrer algum tempo at que a sua subscrio aparea incluida na lista.



Lista de subscritores

  1. Jos Mariano Gago - LIP
  2. Joo Sentieiro - ISR, Lisboa
  3. Arslio Pato de Carvalho - CNC, Coimbra
  4. Alexandre Quintanilha - IBMC, Porto
  5. Manuel Sobrinho Simes - IPATIMUP, Porto
  6. Antnio Coutinho - ITQB/IGC, Oeiras
  7. Joo Lobo Antunes - IMM, Lisboa
  8. Isabel Galhardas Moura - LAQV, Lisboa
  9. Boaventura Sousa Santos - CES
  10. Joo Pina Cabral - ICS, Lisboa
  11. Carlos Salema - IT, Lisboa
  12. Carlos Varandas - CFN, Lisboa
  13. Joo Rocha - CICECO, Aveiro
  14. Pedro Guedes de Oliveira - INESC Porto
  15. Joo Coimbra - CIMAR, Porto
  16. Luis Magalhaes - ISR, CAMGSD, Lisboa
  17. Fernando Barriga - CREMINER
  18. Ricardo Serro Santos - IMAR, Aores
  19. Manuel Heitor - IN+
  20. Carmo Fonseca - IMM, Lisboa
  21. Carlos Matos Ferreira - CFP, Lisboa
  22. Adelino Canrio - CIMAR, Algarve
  23. Catarina Resende de Oliveira - CNC, Coimbra
  24. Leonor David - IPATIMUP, Porto
  25. Joo Arriscado Nunes - CES, Coimbra
  26. Lus Antnio F. M. Dias Carlos - CICECO, Aveiro
  27. Jos Manuel Mendes - CES, Coimbra
  28. Joaquim Manuel Vieira - CICECO, Aveiro
  29. Artur Pimenta Alves - INESC Porto
  30. Manuel Paiva - LPBM/ULB, Bruxelas
  31. Virglio do Rosrio CMDT, IHMT, Lisboa
  32. Carlos Fiolhais - CFC, Coimbra



Unidades de Investigao

AFUA-Associao de Fsica da Universidade de Aveiro
CAMGSD - Centro de Anlise Matemtica, Geometria e Sistemas Dinmicos
CAN - Center for Nonlinear Analysis
CBAA - Centro de Botnica Aplicada Agricultura
CCMAR - Centro de Cincias do Mar do Algarve
CCMM - Centro de Cincias Moleculares e Materiais
CEA - Centro de Ecologia Aplicada
CEBV - Centro de Ecologia e Biologia Vegetal
CEF - Centro de Estudos Florestais
CEOC - Centro de Estudos em Optimizao e Controlo
CES - Centro de Estudos Sociais
CESAM - Centro de Estudos do Ambiente e do Mar
CFC - Centro de Fisica Computacional
CFN - Centro de Fuso Nuclear
CFP - Centro de Fisica dos Plasmas
CG - Centro de Geologia
CGH - Centro de Gentica Humana
CICECO - Centro de Investigao em Materiais Cermicos e Compsitos
CIEC - Centro de Investigao em Engenharia Civil
CIES - Centro de Investigao e Estudos de Sociologia
CIGMH - Centro de Investigao em Gentica Molecular Humana
CIMAR - Centro de Investigao Marinha e Ambiental
CLC - Centro de Lnguas e Culturas
CMAF - Centro de Matemtica e Aplicaes Fundamentais
CMDT- Centro de Malria e Outras Doenas Tropicais
CMU - Carnegie Mellon University
CMUC - Centro de Matemtica da Universidade de Coimbra
CMUP - Centro de Matemtica da Universidade do Porto
CNC - Centro de Neurocincias de Coimbra
CQFB - Centro de Qumica Fina e Biotecnologia
CREMINER - Centro de Recursos Minerais, Mineralogia e Cristalografia
DBEB - Dep. Botnica e Eng Biolgica
DBUA - Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro
DET - Departamento de Electrnica e Telecomunicaes
DF - Departamento de Fsica
DI - Departamento de Informtica
DM - Departamento de Matemtica
DQB - Departamento de Qumica e Bioqumica
DTFF - Didctica e Tecnologia na Formao de Formadores
EFN - Estao Florestal Nacional
ELMAS - Evoluo Litosferica e Ambiente Superficial
ESO - European Southern Observatory
FCT - Faculdade de Cincias e Tecnologia
FCUL - Faculdade de Cincias da Universidade de Lisboa
FCUP Aveiro
FEP - Faculdade de Economia do Porto
FMUL - Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa
FMUP - Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
FS-CE - Forum Sociolgico- Centro de Estudos
GEMAC - Grupo de Emisses e Modelao das Alteraes Climticas
IBMC - Instituto de Biologia Molecular e Celular
ICS - Instituto de Cincias Sociais
IDMEC - Instituto de Engenharia Mecnica
IEETA - Instituto de Engenharia Electrnica e Telemtica de Aveiro
IGC - Instituto Gulbenkian de Cincia
IGM - Instituto Geolgico e Mineiro
IHE - Instituto de Histologia e Embriologia
IHMT - Instituto de Higiene e Medicina Tropical
IMAR - Instituto do Mar
IMM - Instituto de Medicina Molecular
IN+ - Centro de Estudos em Inovao, Tecnologia e Polticas de Desenvolvimento
INESC- Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores
IO - Instituto de Oceanografia
IPATIMUP - Instituto de Patologia e Imunologia da Universidade do Porto
IRJ - Instituto Ricardo Jorge
ISA - Instituto Superior de Agronomia
ISCTE - Instituto Superior de Cincias do Trabalho e da Empresa
ISR - Instituto de Sistemas e Robtica
IT - Instituto de Telecomunicaes
ITB - Instituto de Tecnologia Biomdica
ITN - Instituto Tecnolgico e Nuclear
ITQB - Instituto de Tecnologia Qumica e Biolgica
LAQV - Laboratrio Associado de Qumica Verde
LIP - Laboratrio de Instrumentao e Fsica Experimental de Partculas
LN - Laboratrio de Neurocincias
LPN/ULB - Laboratoire de Physique Biomdicale/Universit Libre de Bruxelles
LATTEX - Laboratrio de Tectonofsica e Tectnica Experimental
MRCCSC - Medical Research Council Clinical Sciences Centre
PIEP - Plo de Inovao em Engenharia de Polmeros
QOPNA - Unidade de Qumica Orgnica, Produtos Naturais e Agro-alimentares
SMBA - School of Marine Biology and Aquaculture
UBI - Universidade da Beira Interior
UIMA - Unidade de Investigao em Matemtica e Aplicaes
UQB - Unidade de Qumica Biolgica